Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Mercados Real Time 21/05

Publicado em 21.05.2008 por na(s) categoria(s) Análises

10:40hs

Fechamento Ásia:

Shangai Composite -1,51%

Nikkei -1,65%

Europa

DAX -0,78%

FTSE +0,44%

EUA

Bolsas americanas abriram agora a pouco. Dow Jones sobe 0,09%.

Brasil

Principal índice da bolsa de São Paulo, opera em baixa de 0,13%. No momento a queda pequena vem sendo sustentada pela Petrobras que sobe mais de 3%, com anúncio de nova descoberta no Espirito Santo.

11:00hs

Destaque negativo na abertura da bolsa americana foram as ações da fabricante de computadores norte-americana Hewlett-Packard (HP) que depois que a empresa divulgou, ontem à noite, seu balanço trimestral, com lucro abaixo do esperado, apresentam uma queda de quase 1%.

hp

Hewlett-Packard – Gráf. Diário

No Brasil além da PETR4, subindo forte (+ de 3%), o setor siderurgico continua mostrando muita força compradora. GGBR4 alcança a cotação de 84,96 reais (+0,71%) e a CSNA3 passa a operar também no campo positivo, sendo negociada nos 84,00 (+0,06%)

GGBR4

CSNA3

GGBR4 – Gráf. Diário

CSNA3 – Gráf. Diário

11:45hs
Petróleo volta a atingir nova máxima em Nova Yorke. No momento a commodity flerta com os 130 dólares.

O movimento de alta está sendo puxado pelo receio dos investidores de que o fornecimento da commodity não seja suficiente para sustentar o aumento da
demanda global por energia, principalmente depois que dos comentários do presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib
Khelil, de que a entidade não deve aumentar a produção diária do óleo em sua próxima reunião em setembro.

Além disso, o banco de investimentos norte-americano Goldman Sachs previu que em Nova York o barril será negociado em torno de US$ 141 no segundo semestre deste ano.

Já o investidor de petróleo norte-americano Boone Pickens, que comanda o fundo BP Capital, defendeu ontem que os contratos futuros em Nova York devem chegar a US$ 150 por barril antes do final deste ano, refletindo a desaceleração na oferta, segundo informações de agências internacionais.

Outro fator que está impulsionando os preços da commodity é o enfraquecimento do dólar nos mercados internacionais.

Fonte: Agência Leia

petr

Petróleo NY – Gráf. Diário

12:20hs
Fluxos
Os estrangeiros continuam com o saldo positivo na Bovespa, muito próxximo dos R$3 Bilhões (até 16/05). Como podemos observar no gráfico abaixo alinha azul dos gringos mantém a tendência de alta fazendo pivots ascendentes.
Na BMF, por outro lado, os estrangeiros ainda não refletiram o investment grade e toda a alta mostrada pelo Ibov desde o início do mês.

fluxo

fluxo2

Fluxo Bovespa

Fluxo BMF

.

12:40hs

Atenções devem se voltar na parte da tarde, para o anúncio da ata do Federal Reserve sobre sua última reunião.

Depois dos dados sobre a inflação americana divulgados ontem mostrarem uma queda maior do que a expectativa (PPI- índice de preço ao produtor foi de 0,20%), muito se especula no mercado que o Banco Central americano irá sinalizar que a série de baixas dos juros dos EUA está próxima do fim.

Caso isso ocorra, será interessante observarmos como reagiram os mercados americanos. No momento, DJI -0,54%, S&P500 -0,27%, Nasdaq -0,24%.

13:00hs

Antes do almoço não poderia de deixar de publicar essa notícia:

MOODY’S: Falha em computador gerou rating  “Aaa” errado, segundo FT

São Paulo, 21 de maio de 2008 – A agência de classificação de risco Moody’s Investor Service teria atribuído por engano o rating “Aaa” a um derivativo de crédito complexo nos Estados Unidos, devido a um erro de computador, segundo noticiou hoje o jornal britânico “Financial Times”.
Um erro de código teria gerado a classificação errada para a obrigação de dívida de longo-prazo, que movimenta bilhões de dólares, conhecida como Constant Proportion Debt Obligations (CPDO), em 2006. No ano passado, o rating foi rebaixado.
Há pouco, as ações da agência recuavam 13,41%, a US$ 38,01.

Já pensaram se se descobre que um computador da Standard & Poor’s cometeu o mesmo erro no final do mês passado com a nota de um país em denvolvimento ? Nossa ! A correria seria enorme. :o

14:40hs

Após perder a LTA de curto prazo, o Dow Jones testa hoje o importantissimo suporte dos 12700 pontos. Nessa região, conforme já foi exaustivamente comentado aqui no blog, além de representar um suporte horizontal configurado pelos topos anteriores formados em Fevereiro e Março, passa a neck line da figura do OCO (ombro-cabeça-ombro) formado no ano passado.

A perda deste patamar levaria o índice americano novamente para dentro da congestão que vai dos 12700 até os 11700. Mudando radicalmente a perspectiva no curto prazo.

DJI

Dow Jones – Gráf. Diário

15:00hs
Quando temos uma saída de recursos estrangeiros da nossa bolsa e a consequente queda do Ibov, o dólar costuma se comportar de forma inversa e se valorizar.
Hoje o dólar futuro trabalha na região negativa desde o ínicio das negociações (agora caindo 0,18%, cotado a R$1,65) mesmo com o Ibov mostrando fraqueza (-0,30%, 73300 pontos).
Diante desse contraponto, podemos concluir que os gringos não estão vendendo de forma relevante nossos ativos e que portanto a atual correção (até o momento) parece ser apenas um ajuste ? Conclua você mesmo…

DOLFUT

Dólar Futuro – Gráf. Diário

16:00hs
Ata do Fed -O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) do Federal Reserve (Fed) divulgou, há pouco, a ata de sua última reunião de política monetária, realizada nos dias 29 e 30 de abril, quando a instituição decidiu reduzir a taxa básica de juros norte-americana em 0,25 ponto percentual para 2% ao ano. Na ata, o banco central norte-americano afirmou que a decisão de cortar os juros foi difícil, sinalizando que pode parar com as reduções.
“Vários membros notaram que dificilmente seria apropriado uma redução na taxa em resposta as informações que indicavam poderia desacelerar mais ou até contrair no curto-prazo”, afirma a ata. O Fed aumentou ainda sua perspectiva de inflação, neste ano, e também para a taxa de desemprego, ao passo que reduziu a previsão de crescimento econômico.

De acordo com o FOMC, a economia dos Estados Unidos permaneceu fraca neste ano, com a maior deterioração nos mercados de trabalho e imobiliário, e também com o enfraquecimento da atividade industrial. O comitê notou ainda uma desaceleração nos gastos de consumidores, assim como nos investimentos
empresariais.
Por outro lado, a ata destaca que a inflação permanece elevada nos EUA e o crescimento nos preços de alimentos, no curto-prazo, deve elevar o índice de preços ao consumidor. Os indicadores de expectativa de inflação também apresentam alta.
O FOMC espera, entretanto, que a inflação desacelere nos próximos trimestres, mas afirma que as incertezas sobre esta perspectiva são grandes. “Será necessário continuar monitorando o desenvolvimento da inflação cuidadosamente”, pondera a instituição na ata.
O comitê avaliou também que os mercados financeiros continuam sob um “estresse” e que as condições continuam fracas, apesar de terem demonstrado alguma melhora. A restrição do crédito e a maior contração no setor imobiliário devem pesar sobre o crescimento nos próximos trimestres, levando ao maior enfraquecimento da perspectiva econômica.
O Fed avaliou também que a flexibilização da política monetária, combinada com as medidas para injetar liquidez no mercado, devem ajudar a promover o crescimento moderado da economia e combater os riscos que ameaçam a atividade econômica.  O banco central norte-americano disse também que “o FOMC irá agir quando necessário para promover o crescimento econômico sustentado e a estabilidade dos preços”.

Fonte: Agência Leia

A repercussão nos mercados foi imediata, tanto nos EUA como aqui no Brasil. O DJI já cai 1,56% e o Ibov que até então vinha resistindo, já perde 1,42%.

17:40hs

Com a sinalização do Fed que os cortes dos juros devem ter acabado e com uma alta impressionante de mais de 3% do petróleo (US$ 133,72), as bolsas americanas apresentaram fortes quedas. O índice Dow Jones caiu 1,77% aos 12.601,19 pontos. O Nasdaq Composto recuou 1,76%, aos 2.448,27 pontos, e o S&P 500 desvalorizou 1,60% com 1.390,71 pontos.

Aqui no Brasil , o Ibovespa recuou 1,66%, chegando aos 72.294 pontos. O volume financeiro da Bolsa foi de R$ 7,56 bilhões. O risco Brasil, medido pelo banco norte-americano JP Morgan, fechou o dia em alta de 0,48% para 208 pontos. Já o Global 40, principal título da dívida brasileira negociado no exterior, caiu 0,14% para 136,75% do valor de face.

.

Mercados Real Time 07/05

Publicado em 07.05.2008 por na(s) categoria(s) Análises

10:30hs

Enquanto o índice Nikkei da bolsa do Japão fechou com uma pequena alta de 0,37%, na China, O Shangai Composite apresentou uma queda forte de 4,13%.

Por aqui, o Ibov opera com alta de 0,51%, negociado a 70500 pontos e se aproximando da máxima histórica. O DJI, abrindo neste momento, opera próximo da estabilidade.

shangai

Shangai Composite

11:00hs
Foram divulgados a pouco, números sobre o custo da mão-de-obra nos EUA. O Fed, costuma observar de perto esse indicador, como parâmetro da inflação. O departamento americano do trabalho informou que estes custos avançaram 2,2% no primeiro trimestre. Abaixo da expectativa do mercado que era de 2,6%.
Apesar de uma melhora no índice, desde a abertura, o DJI continua no território negativo (-0,08%), puxado principalmente pelas ações do setor de telecomunicações Verizon (-1,95%) e AT&T (-1,36%) que refletem o anúncio da parceria entre  a Sprint Nextel e a Clearwire Corp.

DJI

DJI – Gráf. Diário

Por falar em inflação, aqui no Brasil, tivemos hoje cedo a divulgação do IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna). O índice ficou em 1,12%, bem acima das expectativas do mercado que, segundo o último relatório Focus,  esperava variação positiva de 0,55% nos preços.
Pelo jeito, a política monetária de elevação dos juros do Copom se encontra respaldada nos últimos números e deve perdurar até (pelo menos) o final do ano.
11:30hs

As vendas pendentes de imóveis nos Estados Unidos apresentaram nova queda em março (1%), sinalizando que a atividade no setor imobiliário deve continuar fraca nos próximos dois meses, mas melhorar a partir de junho, de acordo com o comunicado da Associação Nacional dos Corretores.

Com a amenização da crise hipotecária, se aproxima possivelmente o ponto de entrada em operações no setor imobiliário americano.

——————- x ——————-

As commodities, depois da alta nos dois primeiros dias da semana, trabalham próximas da estabilidade. No momento, o Petróleo sobe 0,16% e o CRB cai 0,47%.

petroleo crb
Crude Oil Futuro – Gráf. Diário CRB – Gráf. Diário

11:35hs

Os estoques de Petróleo nos EUA acabaram de ser anunciados. Houve um aumento de 5,7 milhões para 325,6 milhões de barris. De maneira instantânea, o Crude Oil Futuro em NY passou a operar em queda (-0,54%), cotado nos 121,16 dólares por barril.

12:00hs

Destaque na bolsa de São Paulo hoje, para as ações da CSN. A empresa apresentou os resultados, que reportaram lucro líquido de R$ 767 milhões nos três primeiros meses deste ano, superando as expectativas. No momento os papeis ordinários da empresa sobem 2%.

CSNA3

CSNA3 – Gráf. Diário

A bolsa brasileira ainda vive a euforia do investment grade mas vem perdendo força nitidamente. Ainda mais, depois do anúncio de ontem da agência de risco Moody’s mantendo o rating do Brasil em Ba1, um nível abaixo do grau de investimento. Segundo a agência, uma elevação  da nota depende de melhora adicional  do perfil da dívida do setor público no país.

12:30hs

O índice futuro se encontra dentro de uma zona de congestão iniciada na sexta-feira. O rompimento dos dois extremos (69800 / 71900) representa uma tendência de curto prazo. Devido a esticada do índice depois do  investment grade, uma correção com a perda da zona inferior da congestão pode criar uma boa oportunidade para a venda do índice futuro na BMF. Seja visando uma operação especulativa, seja protegendo a carteira (hedge).

WINFUT

WINFUT – Gráf. 5 minutos

13:00hs
Talves possa servir de respaldo à estratégia de venda no índice futuro da BMF, o comportamento (até certo ponto, inesperado) dos estrangeiros no fluxo.
Como podemos observar no gráfico abaixo, o saldo dos contratos negociados pelos estrangeiros no índice futuro (linha vermelha) continua negativo (-4268) mesmo depois do investment grade. Até então os gráficos do Ibov (linha azul)  e dos gringos (linha vermelha) vinham sendo praticamente idênticos.

fluxo

Fluxo Índice Futuro BMF

16:00hs
Índice brasileiro amplia as perdas. No momento caindo 1,86%.
Já o dólar apresenta forte valorização (+2,01%)
Processo corretivo do efeito investment grade parece estar em curso.
17:15hs
Fechamento no vermelho nas principais bolsas americanas. DJI -1,59%, S&P500 -1,81%, Nasdaq -1,80%.
As quedas acentuadas nos EUA se devem principalmente ao receio de que a valorização expressiva apresentada hoje pelo Petróleo (+1,61%, cotado a US$123,81) pressione ainda mais os consumidores americanos e que amplie as pressões inflacionárias, obrigando o governo a rever a política de corte de juros.
Aqui no Brasil o Ibov também caiu com força fechando nos 69017 pontos (- 1,68%). O IVBX que representa ações de menor líquidez caiu 1,59 %.
Vale destacar o aumento expressivo do juro futuro negociado na BMF. Os contratos com vencimento em Janeiro de 2010, subiram mais de 1% e a taxa alcançou  a marca dos 14,10%. Sem dúvida, tamanho ajuste, se deve ao IGP-DI divulgado hoje bem acima das expectativas.

dijan

DI de Jan 2010 – Gráf. Diário

Seguindo a tendência de correção pós grau de investimento o dólar subiu 1,92% e fechou cotado a 1,69 reais.
Risco Brasil, apresentou forte alta de 4,56% voltando a trabalhar acima dos 200 pontos.

DOLFUT2

risco

Dólar

Risco Brasil

.

Página 9 de 9123456789