Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Análise Semanal 15/08

Publicado em 15.08.2009 por na(s) categoria(s) Análises, Análises em Vídeo, Análises Semanais

.

video

video

PARTE 1

PARTE 2

Para ver os vídeos: Clique na imagem. Abrirá uma nova janela e clique no play.

.

Parte 1 – Ibov, Fluxo Bovespa, BMF , Fluxo 10 Mais, LAD, , PETR4, VALE5, AMBV4 e ALLL11.

Parte 2 – DJI, S&P500, VIX, LAD NY, New Highs/New Lows, Petróleo, CRB, EMBI, Dólar comercial e Juros Jan2010 e Jan2012.

.

Fluxo 10 Mais – Semanal

fluxo

.


Importante: Os vídeos tem propósito exclusivamente informativo e o intuito apenas de servir como um canal de discussão sobre estratégias gráficas. Em nenhum momento, as opiniões pessoais do autor representam recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. O autor não recomenda que seja feito uso desses modelos em aplicações comerciais e por sua vez, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas.

.
.
.

Análise Semanal 09/05

Publicado em 09.05.2009 por na(s) categoria(s) Análises, Análises em Vídeo, Análises Semanais

 .

video video

PARTE 1

PARTE 2

 

Para ver os vídeos: Clique na imagem. Abrirá uma nova janela e clique no play.

.

Parte 1 – Ibov, Fluxo Bovespa, BMF , Fluxo 10 Mais, LAD, PETR4, VALE5, AMBV4 e CSAN3.

Parte 2 – DJI, S&P500, VIX, New High Nem Low, LAD NY, Gráfico comparativo Ishares, Petróleo, CRB, Ouro NY e Dólar comercial.

 

Fluxo 10 Mais Semanal

Saldo positivo

Saldo negativo

PETR4

329.500.000

BBDC4

185.600.000

GGBR4

172.806.400

BVMF3

152.600.000

PETR3

98.500.000

CSNA3

43.804.200

GOAU4

28.791.600

ALLL11

28.773.500

BBAS3

23.200.000

AMBV4

23.100.000

BBDC3

(112.088.900)

RDCD3

(54.200.000)

ITAU4

(52.100.000)

GFSA3

(43.100.000)

ELET3

(35.912.200)

ARCZ6

(27.156.400)

TRPL4

(16.723.200)

CMIG4

(15.599.940)

VIVO4

(12.075.600)

UGPA4

(10.491.100)

.

Análise Mercado 08/04

Publicado em 08.04.2009 por na(s) categoria(s) Análises, Análises em Vídeo

/

.

video

Ibov, PETR4, VALE5, LAME4, AMBV4, CSAN3 e SLCE3.

 
Para ver o vídeo: Clique na imagem. Abrirá uma nova janela e clique no play.
.

Resultados 2008: Ambev

Publicado em 10.03.2009 por na(s) categoria(s) Análises, Estratégias, Opinião

.

ambevlogDesde o ano passado a AB-Inbev, através da compra da americana Anheuser-Busch, se tornou a maior cervejaria do planeta. Uma tacada ousada , bem ao estilo do presidente executivo da multinacional, o brasileiro Carlos Brito.

Carlos Brito foi um dos executivos preferidos do mítico empresário Jorge Paulo Lemann, que juntamente com Beto Sicupira e Marcel Telles, criaram o modelo eficiente de negócios da GP Investimentos.

E é exatamente essa experiência em uma gestão enxuta que Carlos Brito precisará usar agora na AB-Inbev. Afinal de contas, a empresa assumiu uma dívida de US$54 bilhões ao comprar a cervejaria americana. Onde, quase a metade deste montante, vence agora em 2009. (veja calendário de pagamentos, abaixo)

ambev

A AB-Inbev, já conseguiu levantar cerca de US$4 bilhões com a emissão de bônus e a venda de participação de 20% na cervejaria chinesa Tsingtao à japonesa Asahi. O mercado porém, especula que novas vendas devem ocorrer. Os ativos mais prováveis para uma negociação seriam a cervejaria sul-coreana Oriental ou a cervejaria na Alemanha, que inclui a marca Beck’s. Além disso,os parques temáticos de diversões, SeaWorld, Bush Garden’s e Aquatica, parecem também fora dos planos da companhia de Carlos Brito.

Aqui no Brasil, os resultados da Ambev, mostraram (novamente) um recuo de 0,3% em participação de mercado no ano passado. Ainda assim, com mais de dois terços das vendas totais (67,5%), a companhia permanece muito distante da segunda colocada, a Schincariol, dona de 12,5%.

O lucro líquido subiu 8,6%, para R$ 3,06 bilhões no mesmo período. Considerando apenas o quatro trimestre, no entanto, o lucro líquido da companhia caiu 14,8% para R$ 964,4 milhões.

A Ambev justifica esse recuo especialmente pela adoção das novas práticas contábeis, impostas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que começam a impactar os balanços de 2008 das companhias abertas. Além disso, a empresa afirmou na conferência após a divulgação dos resultados, que o carnaval antecipado do ano passado, a lei seca e as chuvas no último trimestre, também prejudicaram o consumo de cerveja.

A empresa não parece muito preocupada com a perda do market share. No conference call, o gerente de RI, deixou claro que o foco da companhia é aumentar as margens da empresa, independente do volume consumido.

Nas outras unidades da empresa pelo mundo, destaque para a Quinsa, na Argentina. Aumento na receita líquida(+27,8%), no volume de vendas(+10,4%) e no ebitda (+34,4%).

A companhia trocará o euro pelo dólar como moeda de contabilidade do balanço, porque a maior parte de seu fluxo de caixa agora é na divisa americana.

Concluindo, em linhas gerais, o grande desafio da AB-Inbev é honrar a dívida contraída. E parece que a empresa está disposta a “cortar na própria carne” para alcançar este objetivo. Esta semana a AB-InBev anunciou que não haverá bônus neste ano para seu CEO, Carlos Brito, e principais executivos, porque não cumpriram as metas financeiras traçadas para 2008. Uma postura extremamete profissional e coerente que acaba reforçando a confiança do investidor no staff da companhia.

Gráfico Diário

AMBV4 AMBV4 – Após alcançar a mínima em Outubro do ano passado nos 75,67 reais, a AMBV4 apresentou uma boa recuperação e hoje trabalha próxima dos 100 reais. Olhando para o gráfico diário podemos notar que o recente fundo por volta dos R$90,00, representa uma zona de suporte importante. Neste patamar além de um suporte horizontal, se encontra a retração de 61,8% de Fibonacci da última perna de alta (dos 75,00 até os 113,00 reais). A retomada dos preços podem sinalizar a formação de um OCOI. Para isso o papel precisa romper a resistência nos 115,00 reais (neck line). Neste caso, os objetivos ficariam nos 128,00 e posteriormente nos 137,00 reais.
Enquanto não tivermos a confirmação da figura (OCOI), a AMBV4 se encontra dentro de uma longa zona de congestão, tendo como suportes  R$90,00, R$82,00 e R$75,00.

.