Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Highlights 3trim.2012–Ultrapar–UGPA3

Publicado em 09.11.2012 por na(s) categoria(s) Análises, UGPA3, x Raio X

 

  • A Ultrapar registrou lucro líquido de R$ 290,8 milhões no terceiro trimestre. O resultado representa uma expansão de 29,4% em relação ao mesmo período de 2011.
  • O Ebitda totalizou R$ 646,9 milhões, expansão de 20,7% no trimestre.
  • A receita líquida da Ultrapar no trimestre cresceu 9,4% em relação ao terceiro trimestre do ano passado, para R$ 14,123 bilhões.
  • Ipiranga adquiriu a marca am/pm, mediante licenciamento da marca e o pagamento de US$ 7 milhões, e posterior aquisição da marca, por US$ 12 milhões. Segundo a Ultrapar, a rede am/pm é uma “parte importante do modelo de diferenciação em serviços e conveniência da Ipiranga”.
  • Ultrapar concluiu durante o terceiro trimestre a liquidação financeira da aquisição do Temmar, com desembolso de R$ 66 milhões
  • A Ultrapar investiu um total de R$ 343 milhões no período, número impulsionado principalmente pelo desembolso de R$ 213 milhões pela Ipiranga. Do valor total investido, R$ 199 milhões foram investidos em imobilizado e intangível e R$ 14 milhões referem-se a financiamentos concedidos, líquidos de repagamentos de financiamentos a clientes.
  • A venda de combustíveis para veículos leves da Ipiranga, categoria que inclui gasolina, etanol e gás natural veicular (GNV), totalizou 2,539 milhões de metros cúbicos (m³) no terceiro trimestre. O resultado representa uma expansão de 9,2% em relação ao mesmo período do ano passado e foi o principal responsável para a alta de 5% das vendas totais da Ipiranga
  • Oxiteno, braço da Ultrapar com atuação no setor químico, ampliou em 34% o volume de exportações no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período de 2011 para 54 mil toneladas. As vendas domésticas cresceram 14% em igual comparação e somaram 150 mil toneladas.

 

image_thumb
Patrim. Líquido

image_thumb[1]
Receita Líq. (12m)

image_thumb[2]
Lucro Líquido (12m)

image_thumb[3]
Ebit (12m)

image_thumb[4]
Caixa

image_thumb[5]
Div. Líquida

Highlights 3trim.2012–BM&FBovespa–BVMF3

Publicado em 08.11.2012 por na(s) categoria(s) Análises, BVMF3, x Raio X

 

  • A BM&FBovespa apresentou lucro líquido atribuído aos acionistas de R$ 276,654 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 5,2% ante o visto no mesmo intervalo do ano passado.
  • O Ebitda da bolsa totalizou R$ 375,581 milhões julho a setembro, montante 8,1% superior ante 12 meses.
  • receita líquida ficou em R$ 521,604 milhões no terceiro trimestre, elevação de 5,7%.
  • Pagamento aos acionistas de juros sobre capital próprio e de dividendos referentes ao 3º trimestre de 2012, no valor total de R$ 221.181.000,00. Esse total equivale a R$ R$ 0,10754671 por ação. O pagamento será realizado em 17 de dezembro de 2012 e tomará como base de cálculo a posição acionária de 21 de novembro de 2012.
  • A queda no resultado financeiro, motivada pela redução das taxas de juros no Brasil, afetou o desempenho da BM&FBovespa e respondeu pela redução do lucro líquido no terceiro trimestre.
  • No segmento Bovespa, o faturamento totalizou R$ 263,4 milhões no terceiro trimestre de 2012, alta de 5,9% ante o mesmo intervalo do ano passado. No período, a participação do segmento no resultado da BM&FBovespa ficou em 45,3%.
  • As margens de negociação ficaram em 5,728 bps no terceiro trimestre, ante 5,708 bps no mesmo período do ano passado.
  • As receitas do segmento BM&F ficaram em R$ 219,3 milhões, ou 37,7% da receita total da bolsa, no terceiro trimestre deste ano,
  • alta de 6,8% na comparação com o mesmo período do exercício passado.
  • As receitas com depositária, custódia e back-office ficaram em R$ 26,2 milhões no período, aumento de 14,4%.
  • A BM&FBovespa realizou investimentos de R$ 52,3 milhões no terceiro trimestre deste ano. O total previsto para o ano de 2012 continua entre R$ 230,0 milhões e R$260,0 milhões.

 

image
Patrim. Líquido

image
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image
Caixa

image
Div. Líquida

Highlights 3trim.2012–Eletropaulo–ELPL4

Publicado em por na(s) categoria(s) Análises, ELPL4, x Raio X

 

  • Eletropaulo registrou lucro líquido de R$ 13,7 milhões no terceiro trimestre deste ano, montante 96,1% inferior em relação ao apurado em igual etapa de 2011.
  • Ebitda também apresentou forte redução no trimestre, de 83,1%, para R$ 108,4 milhões.
  • Receita líquida da companhia recuou cerca de 3,8%, para R$ 2,458 bilhões.
  • Os custos e despesas operacionais subiram 23,5%, para R$ 2,106,5 bilhões.
  • A AES Eletropaulo registrou queda de 0,4% no mercado total da companhia no terceiro trimestre deste ano, para 11,357 mil GWh, ante 11,404 mil GWh.
  • O prazo médio de amortização da dívida sobe para 7,2 anos, ante os 6,1 anos anotados ao final do segundo trimestre deste ano. Já o custo de médio de dívida passou de CDI+1,29% para CDI+1,27%.
  • A distribuição de dividendos por parte da AES Eletropaulo será analisada apenas no início do ano que vem, quando se fará uma análise dos resultados finais do exercício de 2012.
  • A AES Eletropaulo planeja investimentos de aproximadamente R$ 650 milhões em 2013. No acumulado de 2012 até setembro, os investimentos da companhia totalizaram R$ 578,8 milhões.

 

image
Patrim. Líquido

image
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image
Caixa

image
Div. Líquida

Highlights 3trim.2012-Telefônica/Vivo – VIVT4

Publicado em 07.11.2012 por na(s) categoria(s) Análises, VIVT4, x Raio X

 

  • O lucro líquido da Telefônica/Vivo no terceiro trimestre foi de R$ 935,8 milhões, queda de 29,8% na comparação anual.
  • O Ebitda da operadora de telefonia encerrou o terceiro trimestre em R$ 2,911 bilhões.
  • Já a receita líquida encerrou o período em R$ 8,463 bilhões
  • Venda de ativos não estratégicos foram responsáveis por uma receita de R$ 40,4 milhões no terceiro trimestre deste ano.
  • Investimentos no terceiro trimestre deste ano somaram R$ 963,6 milhões, uma queda de 21,4% sobre o mesmo período do ano passado.
  • Mas a projeção de investimentos (capex) para este ano continua próxima dos R$ 6 bilhões.
  • A dívida líquida da Telefônica/Vivo encerrou o terceiro trimestre em R$ 1,083 bilhão, o que representou uma relação frente ao Ebitda de 0,09 vez ante 0,16 vez do mesmo período do ano passado.
  • Uma definição sobre a integração de ativos na América Latina deve ficar para 2013.

 

image
Patrim. Líquido

image
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image
Caixa

image
Div. Líquida

Highlights 3trim.2012–Ambev–AMBV4

Publicado em 31.10.2012 por na(s) categoria(s) AMBV4, Análises, x Raio X

  • A Ambev (Companhia de Bebidas das Américas) registrou lucro líquido de R$ 2,508 bilhões no terceiro trimestre de 2012, o que representa uma alta de 48,7% na comparação com o resultado de igual período de 2011.
  • Ebitda teve alta de 26,6%, para R$ 3,791 bilhões, com margem Ebitda de 47,2%, expansão de 0,2 ponto porcentual ante a de 47% no terceiro trimestre de 2011.
  • Receita líquida do terceiro trimestre somou R$ 8,036 bilhões, uma expansão de 26,1% sobre os R$ 6,374 bilhões registrados nos meses de julho a setembro de 2011.
  • Ambev registrou um volume vendido de 40,530 milhões de hectolitros de bebidas no terceiro trimestre do ano, aumento de 1,5% ante igual período de 2011.
  • Somente de cerveja foram vendidos 29,371 milhões de hectolitros, avanço de 2,7% na mesma base de comparação. Já em refrigerantes e bebidas não alcoólicas houve queda de 1,4%, para 11,158 milhões de hectolitros.
  • A receita líquida por hectolitro (ROL/hl) foi de R$ 198,30, aumento de 24,2% ante os R$ 159,70 do mesmo período de 2011.
  • O Custo do Produto Vendido (CPV) somou R$ 2,621 bilhões, alta de 23,1%, enquanto o CPV por hectolitro (CPV/hl) avançou 21,2%, para R$ 64,70.
  • As operações da companhia geraram um caixa positivo de R$ 4,365 bilhões, avanço de 27,6% ante o montante de R$ 3,420 bilhões obtido no mesmo período do ano passado.
  • O caixa líquido ao final de setembro era de R$ 2,139 bilhões.
  • O endividamento consolidado da Ambev ao final de setembro era de R$ 3,008 bilhões. Do montante total, R$ 2,047 bilhões estavam em moeda local e R$ 960,6 milhões em moeda estrangeira.
  • O resultado financeiro líquido da companhia ficou negativo em R$ 344,3 milhões entre julho e setembro, aumento de 12,4% ante o terceiro trimestre de 2011. Despesa adicional com a aquisição da Cervecería Nacional Dominicana (CND) de R$63 milhões foi o principal motivo para o resultado negativo.
  • Cerveja – A participação de mercado média da Ambev no trimestre foi de 68,5%, queda de 1,1 ponto porcentual, devido ao aumento de preços e por uma base de comparação forte, já que a fatia registrada no terceiro trimestre de 2011 foi recorde do ano passado.
  • Refrigerantes – A participação média de mercado da Ambev caiu 1,1% para 18,5%.
  • Volumes vendidos das operações da Ambev na região denominada Hila-ex (Guatemala, Peru, República Dominicana, Equador, Nicaragua, El Salvador, Dominica, Antigua e St. Vicent) cresceram 54,8%.
  • No terceiro trimestre, os volumes vendidos pela Ambev na America Latina Sul (LAS ex-Quinsa) recuaram 2,3%.

 

image
Patrim. Líquido

image_thumb7
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image
Caixa

image
Div. Líquida

Highlights 3trim.2012-Petrobras-PETR4

Publicado em 30.10.2012 por na(s) categoria(s) Análises, PETR4, x Raio X

  • Lucro líquido de R$ 5,567 bilhões no terceiro trimestre deste ano, uma retração de 12,1% em relação ao mesmo período de 2011.
  • O Ebitda trimestral totalizou R$ 14,375 bilhões, com retração de 12,5% ante o terceiro trimestre de 2011.
  • A receita líquida da Petrobras entre julho e setembro alcançou R$ 73,793 bilhões, alta de 16,1% em igual comparação.
  • Ao contrário do terceiro trimestre de 2011 e do segundo trimestre deste ano, quando a valorização do dólar chegou à casa dos dois dígitos e causou grande pressão no resultado financeiro da companhia, no terceiro trimestre deste ano o câmbio ficou praticamente estável.
  • A produção total de óleo e gás natural da Petrobras somou 2,523 milhões de barris diários no terceiro trimestre de 2012, uma retração de 2,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior.
  • Vendas de derivados da Petrobras no mercado interno subiu 5,7% no terceiro trimestre de 2012, em relação ao mesmo período de 2011.
  • Já as vendas de gasolina cresceram 16,6% em igual base comparativa, para 569 mil barris diários.
  • Investimentos somaram R$ 21,135 bilhões, apresentando um crescimento de 2,3% em comparação com os aportes realizados no mesmo período do ano passado.
  • O custo de extração de petróleo (lifting cost) da Petrobras no Brasil foi de US$ 15,42 por barril no terceiro trimestre de 2012, uma alta de 15% em relação aos US$ 13,40 por barril apurados pela estatal no trimestre anterior. O indicador desconsidera as participações governamentais. Incluindo as taxas pagas ao governo, como royalties e participações especiais, o custo de extração subiu 6%, para US$ 34,18 por barril.
  • A Petrobras registrou aumento de 14% na importação de derivados no terceiro trimestre de 2012, contra o trimestre anterior, para 437 mil barris por dia.
  • A companhia mantém a meta de produção de petróleo para 2012, em 2,022 milhões de barris por dia.
  • A defasagem de preços no Brasil em relação ao mercado internacional praticamente dobrou quando comparada com os resultados do 2trimestre.
  • O endividamento total da Petrobras alcançou R$ 186,6 bilhões, em 30 de setembro.
  • O clima ocasionou paradas mais prolongadas nas plataformas durante o 3trimestre.
  • Política de dividendos da cia será mantida inalterada.
  • Caixa supera os R$30Bilhões e ainda não considera a captação feita no exterior de 2,4 bilhões de euros.
  • Em teleconferência, direção da empresa espera que a produção melhore nos próximos trimestres, com a entrada de novos poços.
  • A Petrobras informou que irá executar o seu projeto de investimento, independentemente da aprovação do governo federal para que a empresa reajuste os preços dos combustíveis.

image
Patrim. Líquido

image
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image
Caixa

image
Div. Líquida

Resumo Semanal 26/10

Publicado em 26.10.2012 por na(s) categoria(s) Análises, Análises em Vídeo, Análises Semanais

IMPORTANTE: Para ver o vídeo, basta clicar no play. Na barra de comando, sugiro que coloquem a resolução de 720p, assim a qualidade será de HD. Além disso, clicando no canto inferior direito poderão assistir ao vídeo em tela cheia.

.

Disclaimer: O vídeo têm propósito exclusivamente informativo e o intuito apenas de servir como um canal de discussão sobre estratégias gráficas e fundamentalistas. Em nenhum momento, as opiniões pessoais do autor representam recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. O autor não recomenda que seja feito uso desses modelos em aplicações comerciais e por sua vez, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas.

Highlights 3trim.2012–Natura – NATU3

Publicado em por na(s) categoria(s) Análises, NATU3, x Raio X

 

    • Natura registrou lucro líquido de R$ 237,3 milhões no terceiro trimestre deste ano, crescimento de 17,7% em relação ao mesmo período do ano passado.
    • Ebitda somou R$ 385 milhões, alta de 15,5% na mesma comparação. A margem Ebitda passou de 24,1% para 24,3%.
    • Receita líquida de R$ R$ 1,586 bilhão entre julho e setembro, avanço 14,8% em comparação com igual intervalo de 2011.
    • A base de consultoras aumentou 11,5% no final do terceiro trimestre se comparado com o mesmo período do ano passado, alcançando 1,518 milhão pessoas. A produtividade das consultoras aumentos 1,4%, frente às quedas de 5,7% e 2,6% no 1º.trimestre e no 2º.trimestre, respectivamente.
    • Despesas com vendas crescem 2,2% ante 3trim2011 e despesas administrativas sobem 40,9%. A relação das despesas com vendas sobre a receita líquida caiu de 34,1% para 31,3% no trimestre
    • Melhora da performance nas operações internacionais no terceiro trimestre, quando a receita líquida na América Latina somou R$ 194,8 milhões, evolução de 47,4% em reais e 24,1% em moeda local ponderada. O montante representou 12,3% da receita líquida consolidada no terceiro trimestre (11,3% no acumulado de 2012). Esta foi a maior participação da operação internacional na história da companhia.
    • A Natura estuda colocar em teste ainda este ano um canal de vendas eletrônicas.
    • A companhia deve investir entre 10% e 15% menos do que os R$420milhões previstos para este ano. O motivo são os atrasos nos projetos da empresa.
    • O setor de cosméticos e higiene cresceu acima das expectativas da Natura no primeiro semestre deste ano.
    • De acordo com dados da Sipatesp/Abihpec, o mercado alvo da Natura cresceu 16,8% no acumulado do primeiro semestre ante alta de 8% no ano passado.
    • A companhia terminou o ano passado com penetração em 61% dos lares brasileiros ante 38% de 2011.

 

 

image
Patrim. Líquido

image
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image
Caixa

image
Div. Líquida

Highlights 3trim.2012–Vale–VALE5

Publicado em 25.10.2012 por na(s) categoria(s) Análises, VALE5, x Raio X

 

  • O lucro líquido da Vale atingiu US$ 1,669 bilhão no 3trimestre, o que representou um recuo de 66,2% em relação ao mesmo período do ano passado.
  • A receita operacional somou US$ 10,963 bilhões, uma queda de 34,5% na mesma comparação.
  • Ebitda ajustado alcançou US$ 3,738 bilhões, retração de 61,2% ainda na relação anual.
  • O maior responsável pelos números menores no trimestre passado foi o preço do minério de ferro. Preço médio do minério de ferro a US$ 83,69 por tonelada, contra US$ 151,26 praticados no mesmo período do ano passado.
  • A produção de minério de ferro pela Vale somou 83,926 milhões de toneladas, o que representou uma queda de 4,5% em relação ao registrado no mesmo período de 2011.
  • Investimentos no terceiro trimestre do ano somaram US$ 4,289 bilhões, queda de 5,3% em relação ao registrado no mesmo período do ano passado. Estes números confirmam o “foco no crescimento orgânico como prioridade estratégica”.
  • A fatia de vendas de minério de ferro e pelotas para a China subiu para 49,1% no 3trim2012. No mesmo período do ano passado estava em 45,3%.
  • Os custos com produtos vendidos ficaram em US$ 6,128 bilhões, queda de 2%.
  • A Vale registrou receita recorde trimestral de US$ 1,095 bilhão com as vendas de fertilizantes entre julho e setembro. O valor é 18,7% superior aos US$ 923 milhões registrados no trimestre anterior.
  • A dívida líquida da Vale ao final do terceiro trimestre do ano somava US$ 20,575 bilhões, aumento de 33,4%.
  • O caixa da empresa subiu para US$ 8,636 bilhões, ante US$ 4,082 bilhões ao fim do segundo trimestre.
  • Vendas de níquel caíram 36,81% no trimestre frente ao mesmo período de um ano atrás. Em teleconferência, a direção mostrou insatisfação com o metal, que não vem gerando o valor esperado.
  • Investimentos em 2013 deverão ainda menores que os vistos em 2012. Empresa quer se alinhar ao novo cenário global. São esperadas novas vendas de ativos nos próximos meses.
  • Em teleconferência, direção da cia admitiu que a companhia perdeu participação de mercado no segmento de minério de ferro nos últimos anos por não conseguir expandir sua produção. Mas enfatizou também o esforço da cia em reverter este quadro. Em 2012, a mineradora conseguiu 72 licenças, contra 20 recebidas no ano passado.
  • A operação dos navios de grande porte permitiram a redução do preço do freteno 3trim.12.
  • Atualmente, 20% das vendas estão sendo realizados pelo preço spot e o restante via contratos. Estes contratos consideram a média  do preço spot do trimestre anterior.
  • A direção da Vale acredita que o preço do minério em 2013 deve permanecer próximo dos atuais patamares (US$120) mas com muita volatilidade dentro de cada trimestre.
  • As conversas com o DNPM sobre o débito do CFEM ainda estão em cursos. Segundo a direção da empresa, o valor provisionado de R$1,4Bi deverá ser o valor total desembolsado para o pagamento dessa cobrança.

 

image
Patrim. Líquido

image
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image
Caixa

image
Div. Líquida

Highlights 3trim.2012 – Cielo – CIEL3

Publicado em por na(s) categoria(s) Análises, CIEL3, x Raio X

 

  • Lucro líquido de R$ 588,9 milhões no terceiro trimestre do ano, mostrando evolução de 28,7% sobre o mesmo período do ano passado.
  • A geração de caixa, medida pelo Ebitda, aumentou 32,1%, para R$ 782,5 milhões.
  • A margem Ebitda foi de 58,5% no período, com evolução de 2,4 pontos percentuais em comparação ao mesmo intervalo de 2011.
  • Receita total totalizou R$ 1,6 bilhão, aumento de 28,1% em relação ao mesmo período de 2011.
  • A receita de transações com cartão de crédito totalizou R$ 711,2 milhões, , com aumento de 19,2%.
  • A receita de transações com cartão de débito cresceu 21,7% quando comparada ao mesmo período de 2011, alcançando R$ 275,6 milhões.
  • A Cielo capturou 1,334 bilhão de transações no terceiro trimestre, crescimento de 14,3% em relação ao mesmo período do ano passado.
  • O volume financeiro de transações totalizou R$ 95,7 bilhões, representando um acréscimo de 20,0% quando comparado sobre o mesmo intervalo de 2011.
  • Cartões de crédito: R$ 61,1 bilhões, um crescimento de 21,4%. O ticket médio das transações com cartão de crédito foi de R$ 78,94 no trimestre 2,7% maior do que no mesmo período do ano passado.
  • Cartões de débito: R$ 34,6 bilhões, um crescimento de 17,7%. O ticket médio dessa modalidade foi de R$ 61,84, 0,5% superior ao mesmo período de 2011.
  • Número de clientes credenciados ativos totalizava 1,3 milhão, o que representa um aumento de 11,9% sobre o mesmo trimestre do ano passado.
  • receita de aluguel dos POS totalizou R$ 388,2 milhões, mostrando expansão de 42,6% na comparação com o mesmo período do ano passado.
  • As despesas operacionais da Cielo aumentaram 21,6% no terceiro trimestre, para R$ 194,5 milhões.
  • Os investimentos do trimestre totalizaram R$ 1,398 bilhão, principalmente em função do gasto de R$ 1,365 bilhão na aquisição do controle da Merchant-e Solutions (MeS).
  • O fechamento do capital da Redecard acirra ainda mais a concorrência.
  • Possível redução de R$12Bilhões no volume capturado pelos POS da cia. Motivo: perda de grandes clientes para a Redecard. Nas pequenas e médias empresas, crescimento do Santander.
  • A perda de grandes contas ainda não está refletidas no balanço.
  • Cielo abre espaço para possível captação externa . Captação externa serviria como hedge cambial diante da aquisição da Merchant E-Solutions

 

 

image
Patrim. Líquido

image
Receita Líq. (12m)

image
Lucro Líquido (12m)

image
Ebit (12m)

image_thumb4_thumb
Caixa

image
Div. Líquida

.