Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


BOVH3 – Atualizando

Publicado em 16.01.2008 por na(s) categoria(s) x Raio X

 

BOVH3Apesar do belo sinal de reversão deixado hoje, a Bovespa Holding assim como todo o mercado, nos últimos dias vem sofrendo uma forte desvalorização. Além do mau humor dos investidores perante o agravamento da crise financeira americana, boa parte da forte queda no papel da bolsa brasileira se deve ao aumento da alíquota do CSLL, anunciado pelo governo federal, no famoso pacote pós CPMF. Mesmo havendo ainda uma certa dúvida sobre a incidência da nova alíquota na empresa, pelo fato de a Bovespa não ser uma instituição financeira, a BOVH3 apresentou em 2008 uma queda de mais de 30%.

A forte incidência de pessoas físicas como investidores da companhia (são mais de 30 mil), talvez seja uma explicação para a queda acentuada. Muitos investidores novatos, ao primeiro sinal de pânico, venderam e procuraram garantir o lucro obtido desde a IPO.

Cabe uma reflexão. Muita gente questiona que os múltiplos da empresa se comparados com outras bolsas mundiais se encontram muito altos, mas esquecem de considerar na análise, o potencial enorme da empresa. As perspectivas para o país, apesar de toda a turbulência, continuam positivas para o ano. E a Bovespa diferentemente de outras companhias, não depende somente do crescimento do país. Para a empresa, um período como o atual, de extrema volatilidade  representa um cenário propício para o aumento da receita.

Hoje em entrevista ao Valor Econômico, o diretor geral e de Relações com Investidores da Bovespa Holding, Gilberto Mifano, não descartou que em breve podem ser retomadas as conversas para uma fusão entre a empresa e a BM&F, seguindo uma tendência mundial de consolidação no setor. Sem dúvida isso irá proporcionar o nascimento de uma grande companhia de nível mundial, tornando-se referência na América Latina.posicao

Desde o IPO, destaque para a participação do Credit Suisse no ativo. Veja no quadro ao lado, um resumo da posição líquida por corretora. O Credit Suisse aparece em primeiro lugar com um saldo de mais de 6 milhões de ações. Monitorar o movimento desta corretora, torna-se fundamental.

 

 

.

TAGS

Para sua imagem aparecer nos comentários, cadastre-se no Gravatar com o mesmo e-mail com o qual comentou.